O mundo conheceu ontem uma das mais belas vozes projetadas na música brasileira neste século XXI, no momento de maior emoção da festa-show que encerrou os jogos Rio 2016 no estádio Maracanã. Trata-se da voz grave da baiana Mariene de Castro, uma das maiores cantoras do Brasil, já em si um país de grandes cantoras.

Talvez uma boa parte do próprio Brasil não soubesse que a atriz ainda novata que vive a serelepe Dalva na novela Velho Chico é também uma grande cantora. Mas ela é, sempre foi! E provou isso, mais uma vez, ao cantar lindamente Pelo tempo que durar – parceria de Marisa Monte com Adriana Calcanhotto lançada na voz de Marisa há dez anos no álbum Infinito particular (2006) –  enquanto a pira olímpica era apagada no Maracanã.

Muito antes de virar atriz e surpreender positivamente na pele de Dalva, Mariane já era cantora. Atualmente radicada na cidade do Rio de Janeiro (RJ), a artista começou a carreira musical em meados da década de 1990 na cidade natal de Salvador (BA), onde fez o primeiro show no fim de 1996, há 20 anos.

Contudo, Mariene somente começou a chamar alguma atenção fora da Bahia quando lançou o primeiro álbum, Abre caminho (2004), disco voltado para o samba de roda e as tradições musicais do Recôncavo Baiano. Abre caminho foi laureado como melhor disco regional no Prêmio da Música Brasileira em 2005.

A ampliação do público e a consolidação da carreira musical vieram com o segundo álbum de estúdio, Tabaroinha (2012), o primeiro disco feito por Mariene já como contratada da gravadora multinacional Universal Music. De lá para cá, vieram outros álbuns, como Colheita (2014), e muita gente descobriu o calor e a beleza da voz da cantora. Mas ontem foi a vez do mundo descobrir o que é que a baiana tem.

“Nada vai permanecer do jeito que está”, cantou a intérprete enquanto a pira olímpica era apagada. Mas a voz de Mariane de Castro há de continuar viva pelo tempo que durar a memória de quem testemunhou, ao vivo ou pela TV, o momento mais lírico da cerimônia de encerramento dos jogos Rio 2016. Mariene de Castro é ouro!

(Crédito da imagem: Mariene de Castro no Maracanã em 21 de agosto de 2016 em foto de Joe C. Hong / AP)